Natal com os sogros…

Hoje, 1° de Dezembro, dia muito especial, pois é o início do mês mais legal do ano… Tem Natal, tem ano novo, tem comidas gostosas, tem queijo de cuia que eu adoro e tem as clássicas lembranças natalinas junto à família! Sim, Natal é o típico momento de recordar e, por este motivo, hoje acordei toda serelepe recordando dos momentos mais inesquecíveis dos Dezembros passados. Em meio a preciosas recordações, recordei de uma não tão preciosa assim…

Gente, vou contar, que situação mais ridícula! Estava no supermercado com meu namorado, minha cunhada, minha sogra, meu sogro; enfim… Com a família toda! Era véspera de Natal e o supermercado estava para fechar; então todos retardatários corriam para levar aqueles apetrechos básicos da ceia antes que fosse tarde demais. O supermercado estava super, super cheio, pois, ao que parece, todos adoram deixar as coisas para o ultimo momento…

Pois bem, quando estávamos bem na sessão mais procurada: a do peru de natal, eis que a luz se apaga num completo breu! Vocês conseguem imaginar o que é se encontrar completamente às escuras num supermercado lotado em plena véspera do natal? Eu imaginei que uma tragédia aconteceria! Imaginei que todos correriam com seus perus nas mãos a fim de garantir a ceia, imaginei pessoas correndo e gritando desesperadas com medo de perder o natal, imaginei o caos, a completa barbárie…

O que eu acho mais interessante no ser humano é grande capacidade que nós temos de racionalizar em momentos de crise… Mesmo que, em ultima instância, na hora do desespero, parecemos ter atitudes irracionais, essas atitudes são racionalmente calculadas para garantir o auto-controle necessário à sobrevivência da raça humana. Assim sendo, agindo em plena racionalidade e de acordo com as providencias possível em momentos de crise, fechei os olhos e dei um estrondoso e agudo grito de desespero.

– Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.

Entretanto, para meu azar, ao abrir os olhos, me dei conta que a luz já havia voltado e que eu fora a única pessoa em todo o supermercado a entrar em crise… Como as pessoas não puderam compreender aquele delicado momento essencial à sobrevivência da espécie? Sogro, sogra, cunhada, cunhado, namorado, padeiro, funcionários, clientes e perus… A cena se congela e, naquele rápido instante, o supermercado inteiro me olhou com olhar de condenação como se eu fosse alguma espécie de desequilibrada, só porque eu permaneci gritando alguns segundos após a luz ter voltado…

É… Assim foi o meu primeiro Natal com os sogros… E ultimo, diga-se de passagem!

 

Anúncios

4 comentários em “Natal com os sogros…

  1. Felippe disse:

    hauhauhaua

    Muito engraçado!

  2. ramon disse:

    é de um belo grito agudo que todo natal precisa.. assim como fez o menino J ao nascer…
    kkk

  3. Joci disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    eu nunca mais olharia na cara deles…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s